quinta-feira, junho 30, 2005

Afrodite

O seu hálito é como mel aromatizado com cravinho;


A sua boca, deliciosa como uma manga madura.


Beijar a sua pele é como provar a flor-de-lótus.


A concavidade do seu umbigo esconde sortido de especiarias.


Que prazeres vêm depois a língua sabe,


Mas dizê-lo não pode.



Srngarakarika, Kumaradatta
Século XII d.c.


Para quem, de alguma forma se "sentiu inspirado", here's my gift!

5 comentários:

carmuue disse...

"Tão altos são os seus seios,
tão cava a sua cintura,
tão imponentes as ancas:
só o que andou montes e vales
é capaz desta aventura."
Poesia clássica hindu

magicgypsy disse...

Não posso morrer sem dizer a uma gaja "Olha , não são os seios, acredita que não são os seios, é essa concavidade que tens no umbigo.Leva-me às nuvens"

Sergy disse...

Lindo desenho, lindas palavras, lindo post

kimikkal disse...

nice...

Phi@ disse...

é por isso que eu gosto do amarelo!! ;)